.

.

Curta o rei no Facebook

.

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Empresário de Açailândia é preso em Belém acusado de morte de professor.

empreendimento preso

Açailândia - O acusado é Joseli Meneses de Lima, empresário do ramo imobiliário em Açailândia e no Estado do Pará, e seria proprietário da empresa Real Construtora e Construtora Alterosa, responsável pelo empreendimento instalado na antiga APIL, no centro da cidade de Açailândia.

Joseli foi preso no aeroporto internacional de Belém na última quarta-feira (31), acusado de participação no planejamento e execução do professor de física Hélio Norman, assassinado em 1997 na capital paraense. Joseli foi ouvido pelo delegado Gilvandro Furtado na Divisão de Homicídios da Polícia Civil e foi submetido a exame de corpo de delito no CPC Renato Chaves.

Após o procedimento, o acusado foi encaminhado para a Central de Triagem da Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), localizada na Seccional Urbana de São Brás.

joseli Joseli Meneses foi preso em 27 de março de 2007 e estava recolhido em regime fechado no Centro de Recuperação do Coqueiro, porém, um mês depois, no dia 27 de abril, foi beneficiado com um habeas corpus para aguardar o julgamento em liberdade. Ele foi julgado no Fórum Criminal de Belém em agosto de 2008 e condenado.

Entenda o caso

O professor de Física e proprietário de um cursinho de pré-vestibular, Hélio Norman de Azevedo da Silva, foi morto a tiros em 28 de janeiro de 1997, em frente à instituição de ensino a qual era proprietário, no bairro de Batista Campos.

Entre os envolvidos no homícidio estavam o médico Adalberto Batista Rocha e Arnaldo Félix da Silva, que eram ex-sócios da vítima, e foram condenados. Dois outros acusados de executarem o crime, Joelson Alves de Mesquita e Waldeci de Araújo, estão foragidos. Uma sexta pessoa também seria levada a julgamento popular, mas foi assassinada no Maranhão antes de ir ao banco dos réus.

Fonte: Do G1 PA

0 comentários :

Postar um comentário