.

.

.

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

MP vai discutir irregularidades no transporte público de Açailândia em audiência pública

Açailândia - O Ministério Público Estadual, através da 5º Promotoria de Justiça da Comarca de Açailândia, que tem como titular a Promotora de Justiça, Camila Gaspar Leite, realizará no dia 27 de agosto, teDSC_0430rça feira, às 19h, na Câmara Municipal do município audiência pública para tratar do transporte público coletivo e das irregularidades que vem sendo detectadas pela população na execução do serviço.

“Será o momento de discutir ideias para melhorar a situação do transporte público no município. Ao fim da audiência temos como objetivo elaborar um plano com as propostas discutidas e este deverá ser seguido pela empresa. Com isso às pessoas que precisam utilizar do serviço para ir e vir não terão transtornos” afirma a promotora Camila Gaspar.

A empresa que atualmente presta serviço de transporte público no município é a Viação São Francisco. A pauta da audiência é resultado de uma construção coletiva e observará os seguintes pontos de discussão:

  • Redução do valor da tarifa, hoje a Viação São Francisco cobra R$ 2,50 (dois reais e cinquenta centavos). O Ministério Público estuda reduzir o valor para R$ 2,00 (dois reais).
  • Estabelecimento de passe livre para os estudantes da rede pública de ensino;
  • Disponibilização de mais linhas de tráfego de ônibus. Atualmente existe linha entre Vila Ildemar/Centro, Pequiá/Centro, porém caso alguém precise realizar o seguinte trajeto Vila Ildemar/Pequiá ou para outros bairros da cidade não tem como, pois a Viação São Francisco não disponibiliza linhas.
  • Construção de um terminal de integração;
  • Passagem gratuita ou redução do valor da passagem para estudantes que residem em Açailândia, porém estudam em Imperatriz;

Além das propostas acima o Ministério Público também solicitará maior acessibilidade para idosos e deficientes físicos. Em 2012 a Viação São Francisco renovou a frota de ônibus, atualmente os veículos contam com rampa de acesso para cadeirantes, porém não é rara às vezes em que deficientes acabam sendo deixados por motoristas.

por: Maicon Sousa

0 comentários :

Postar um comentário