.

.

.

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Prefeito Magnaldo publica licitações para incobrir possíveis improbidade administrativa

No município de São Francisco do Brejão, o Prefeito Magnaldo Fernandes administra a mão de ferro os recursos públicos, alheios ao processo formal orientados pela Lei Geral de Licitações nº. 8.666/93. Todos os procedimentos licitatórios elencados abaixo não dispõem de publicações quanto aos ganhadores dos referidos certames, bem como, dos extratos/contratos.

Aviso de Licitação, Pregão Presencial nº. 001/2013 e 007/2013, Serviçosmagionaldo roseana leo cunha_thumb[7] de contratação de empresas para prestação de serviços/locação no fornecimento de peças para carros leves, pesados, máquinas e motos. Aviso de Licitação, Pregão Presencial nº. 002/2013, peças para computadores e impressoras. Aviso de Licitação, Pregão Presencial nº. 003/2013, fornecer materiais de expediente didático, pedagógico, materiais de limpeza e material permanente. Aviso de Licitação, Pregão Presencial nº. 004/2013, fornecer medicamentos em geral, medicamento farmácia básica, materiais de consumo médico hospitalar, materiais para laboratório e materiais odontológicos.

Nesta fase inicial do levantamento feito pela editoria do blog, verifica-se in loco, que nenhuma frente de serviços fora iniciada para justificar os gastos com máquinas pesadas, exceto o grande número de carros leves que são utilizados por integrantes do primeiro e segundo escalão do governo recebendo pelos aluguéis junto a administração pública sem nenhuma ocupação essencial que justifique tais gastos, uma vez que a ação governamental nesta cidade inexiste em qualquer área da administração pública.

Na saúde, a situação é ainda mais gritante, muito longe das previsões de gastos com medicamentos da farmácia básica, populares ouvidos por nossa equipe, dizem desconhecer alguém que tenha tido este benefício por parte da Secretaria Municipal de Saúde, cuja responsabilidade pelo programa junto ao governo federal. Esta pasta é coordenada pela esposa do vice-prefeito Zé Dóia, uma total ineficiência a frente da pasta. O hospital municipal vive uma total fartura, “farta tudo”. Um retrato do que é toda a administração Magnaldo Fernandes.

Um custo elevado que está servindo para justificar os gastos do dinheiro público, se refere ao consumo de combustível, realizado pela chamada do Aviso de Licitação, Pregão Presencial nº. 005/2013, que a exemplo das outras chamadas, no dia de realização do certame, não se verificou a presença de uma empresa sequer para o fornecimento do produto, daí, portanto se desconhece a legalidade do processo licitatório que como já afirmamos, segue na contra-mão da legalidade constitucional, o que não é fator impeditivo da gestão do PSDB, de está promovendo um verdadeiro saque dos recursos da população brejoense.

O caso mais sério se restringe ao Aviso de Licitação, Pregão Presencial nº. 006/2013 trata-se do fornecimento de gêneros alimentícios e merenda escolar. Esta licitação nenhuma empresa compareceu no dia do chamamento do edital publicado junto ao D.O, e especula-se que a entrega na mercadoria que está sendo realizada muito abaixo do consumo real, sendo o fato mais grave, a qualidade da merenda escolar é pra lá de péssima, em algumas delas nem sequer está sendo ofertada a comunidade escolar. Algo lamentável que justifique a omissão de um gestor por mais que não disponha de sensibilidade social, deixar de atender com responsabilidade este serviços que na grande maioria das vezes, serve como única refeição a dezenas e centenas de crianças. A pasta da educação é coordenada pelo professor Josué Oliveira, que sempre lutou por uma educação de qualidade em toda a sua amplitude, o que deve ter mudado caro educador, para esta mudança radical?

Restam ainda outras chamadas que poderiam está a serviços apenas de justificar, mesmo que pela metade, o desvio de finalidade como, por exemplo, custos gráficos - Aviso de Licitação, Pregão Presencial nº. 008/2013, e por fim - Aviso de Licitação, Pregão Presencial nº. 009/2013, contração de veículos destinados ao transporte escolar, onde se verificou que escolas da zona rural foram fechadas e alguns destes povoados o transporte escolar, mesmo que precariamente ofertados em administrações anteriores nesta atual deixaram de ser realizados. Um agravante ainda mais grave, a data da maioria destas licitação, algumas datadas no mês de junho, até então como o dinheiro público estava sendo destinado para os seus fins, qual a modalidade de gestão empregada pelo Prefeito Magnaldo de Janeiro até a realização dos certames?

Ainda no tocante ao uso do transporte, verifica-se a utilização de automóveis de propriedade de alguns Secretários, até mesmo máquinas pesadas, caminhões com o logotipo em pequenos serviços da administração municipal. Fica aqui esta contribuição do blog para o MPE/Ministério Público Estadual, Câmara Municipal para que promovam as devidas averiguações, como também qualquer cidadão que se enojem com os desmandos e inércia na administração pública no município de São Francisco do Brejão.

3 comentários :

  1. tudo que este blog esta citando e verdade. e podem vim ao brejão que tem mais absurdos ainda, o prefeito assinou a lei reduzindo as aulas dos professores, e vcs acreditam o secretario de educação josue oliveira e a coordenadora pedagogica antonia edina não aceita, mais os professores vao fazer uma greve de advertencia, porque lei e pra ser cumprida.

    ResponderExcluir
  2. o prefeito magnaldo ja estar sendo um kkkkkkkkkk e vcs ainda o coloca em uma foto com a roseana, ai ja e querer de mais. hei veja no blog carlos ferreira o que alguns bandidos do brejão faz com trabalhadores.

    ResponderExcluir
  3. Estas materia deste blog é mais uma prestação de um certo vereador que tem muitos filhos ou melhor vive prostituindo e não respeita a sua propria familia so sabe fala bosta na tribuna, vereador o seu passado e preto de mais voce so ganha para vereador comprando votos de gente besta...........isto é que é realidade em Brejão

    ResponderExcluir