.

.

.

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Licenciamentos viciados e falta de fiscalização do meio ambiente pode trazer operação Federal contra extração de areia em Açailândia e região

Brasilia - A pratica de crimes ambientais, e principalmente os de reincidência contra a exploração ilegal de areia e “seixo”  será alvo de fiscalização sistemática na região Tocantina Maranhense. Foi o que informou Sérgio Dâmaso, Superintendente Nacional do DNPM, Departamento Nacional de Produção Mineral.

Uma força tarefa está sendo planejada pelo DNPM. Departamento Nacional de Produção Mineral, em parceria com o IBAMA, EXERCITO BRASILEIRO, POLICIA FEDERAL, E SEMA, Secretaria de Estado do Meio Ambiente e IMG_3521dos Recursos Naturais do Estado do Maranhão, que juntos, irão coibir de uma vez por todas, as práticas de extração ilegal de areia e “seixo”, e colocar todos os criminosos na cadeia.

As localidades onde os crimes ambientais vem acontecendo com maior frequência, são Imperatriz, Cidelândia, Itinga do Maranhão, Porto Franco, Estreito, Ribamar Fiquene, Açailândia, E Distrito de Curvelândia no município de Vila Nova dos Martírios. Essas localidades a muito tempo vem sendo “vigiadas” eletronicamente pelo serviço de monitoramento por satélite do DNPM.

O DNPM, vem constatando sistematicamente a pratica de crimes ambientais nas cidades aqui relacionadas, sendo elas as que mais desrespeita as leis ambientais em todo Maranhão. Pra se ter uma ideia da situação, até a reserva extrativista do siríaco no município de Cidelândia-MA, vem sendo destruída pelas mineradoras que operam de forma ilegal.

O diretor do DNPM alerta a todos os empresários do setor, que um simples protocolo de documentos, ou alvará de pesquisa emitido nos órgãos ambientais competente, não dar nenhum direito de exploração de uma referida área, o que realmente dará direito a exploração mineral, é as licenças obtida tanto pelo DNPM, assim como pela SEMA, secretaria de estado de meio ambiente.

Fechando o cerco contra esses criminosos, a Polícia Federal prendeu recentemente (03) empresários que extraia areia de forma ilegal no rio Tocantins em Imperatriz.

No ultimo dia 24/08, a Policia Federal prendeu por crime de reincidência o empresário Erik Pimentel Rocha, da cidade de Itinga do Maranhão, o mesmo vinha extraindo areia de forma ilegal no Rio ITINGA,  como Erik já havia sido alertado anteriormente pelo crime praticado, dessa vez não houve desculpa, e o mesmo foi preso e teve todo seus maquinários apreendido e encaminhado para a Justiça Federal em Brasília.

“Temos que tomar providencias enérgicas contra essas quadrilhas que vem se apropriando de forma irregular dos recursos naturais, e o que é pior, destruindo o meio ambiente”. Foi o que disse o chefe de fiscalização do DNPM, departamento Nacional de Produção Mineral.

0 comentários :

Postar um comentário