.

.

.

sábado, 21 de setembro de 2013

Luciano Leitoa adere ao programa Prefeito Amigo da Criança

A Prefeitura de Timon irá realizar uma série de ações, nas mais diversas áreas, como parte dos requisitos do programa “Prefeito Amigo da Criança”, premiação organizada pela Fundação Abrinq, cuja finalidade é fomentar e fortalecer os direitos de crianças e adolescentes.

Após confirmar interesse de participação, a prefeitura, representada pelo secretário municipal interino de Assistência Social (Semdes), Saney Sampaio, esteve no início 531333_390959937662476_1790569320_ndesta semana em Cuiabá no seminário “Prioridade Absoluta: um município para crianças e adolescentes”.

De acordo com o secretário da Semdes, o município deverá seguir várias etapas. “A primeira delas já foi feita, que foi a adesão ao programa. Após isso vamos começar a realizar a mobilização local por meio da formação de um Comitê Coordenador”, pontuou. Ainda sobre o Comitê, o secretário explicou que deverá ser formado por representantes do poder público e sociedade civil.

Ao final de quatro anos, tempo que será analisado pela Abrinq se as mudanças foram implantadas de maneira efetiva, a prefeitura poderá ganhar o destaque na 5ª edição do prêmio por meio de um selo. “Vamos trabalhar para isso”, adiantou Saney Sampaio.

Plano Municipal

Dentro dos inúmeros objetivos que serão planejados com o intuito de melhorar os indicadores site_29d9d41c9402949a4fefd4b19fc37d20quantitativos e qualitativos do município ligados às áreas de saúde, educação, proteção social e orçamento, está a elaboração do Plano Municipal do Direito das Crianças e Adolescentes. “No Plano vamos elencar problemas e apontar soluções para o município, e será encaminhado para ser deliberado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA)”, destacou.

O Plano também vai ser direcionado à análise e observação dos vereadores de Timon, pensando numa gestão contínua de políticas públicas. “Não é exigência encaminhar à Câmara Municipal, mas a prefeitura tem a intenção de garantir o status de lei à consecução e operacionalização do que for planejado”, considerou.

0 comentários :

Postar um comentário