.

.

.

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Moradores de Piquiá de Baixo acompanham audiência sobre indenização de terreno

A audiência acontece nessa quarta-feira (25), às 14h, no Fórum de Açailândia

Acontece nessa quarta (25) mais uma audiência sobre o processo de reassentamento dos moradores de Piquiá de Baixo, localizado a 13 km do município de Açailândia. A audiência tem início às 14h e vai contar com a presença de representantes da Associação Comunitária dos Moradores de Piquiá de Baixo, Ministério Público, Prefeitura de Açailândia e o dono do terreno para reunao sa associacao de moradores com o mponde os moradores do bairro serão reassentados.

O objetivo da audiência é determinar a indenização para o dono do terreno e com isso dar continuidade no processo. Também vai estar presente o perito que fez a última avaliação do local, responsável por calcular o valor do mesmo.

A audiência terá participação limitada dos moradores, sendo representados pela Associação Comunitária do bairro. Outros residentes de Piquiá de Baixo vão acompanhar do lado de fora do Fórum de Açailândia, onde ocorre a sessão.

O povo de Piquiá demonstra pressa quando se fala do problema que eles enfrentam. Há aproximadamente oito anos eles buscam na justiça um novo local para morar porque onde vivem está totalmente afetado pela poluição das siderúrgicas. No último dia 10 de setembro uma criança sofreu queimaduras ao entrar em contato com a “munha”, um pó inflamável que é expelido pelas empresas e ficam expostos às pessoas e animais. Esse não é primeiro caso de crianças com queimaduras no bairro, em outras situações a vítima morreu.

Para pressionar o poder público pela rapidez no processo e tornar a problemática ainda mais conhecida, durante a manhã será feita uma panfletagem pelas principais ruas de Açailândia, divulgando a realização da audiência. Os moradores esperam que o resultado da audiência seja justo e sem adiamento.

Rede Justiça nos Trilhos

2 comentários :

  1. Ninguem me covence de que esse pessoal ai, tirando o promotor claro (O promotor é um cara sério), todos recebem dinheiro das siderurgicas para enganar a população.
    Porque eles não ajuizam uma ação em nome dos moradores para parar a siderurgica?
    Engraçado né?
    Capitalismo Selvagem.
    Ou vc acha que o Dr. Danilo veio de São Paulo por amor a causa?
    kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir