.

.

Curta o rei no Facebook

.

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Ver. Rildo Amaral aprova criação da CPI da Caema em Imperatriz

Imperatriz – Apurar omissão de investimento para fornecimento de água e o objeto do contrato para execução e exploração de serviços de abastecimento de água potável firmado em 06 de março de 1974 entre a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) e o município de Imperatriz.
O requerimento, de autoria do vereador Rildo de Oliveira Amaral, (SDD), foi aprovado na sessão ordinária dessa quinta-feira (17) no plenário Léo Franklin. Dos 21 vereadores, 12 assinaram pela abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que será composta por cinco membros e com prazo de funcionamento de noventa dias, prorrogável por mais noventa dias.
“A Caema tem maltratado todo povo maranhense, principalmente os consumidores de Imperatriz, embora tenha o maior rio do estado – o Tocantins – que oferece um volume de água muito grande, mas sofre com a constante falta de água”, dispara ele, que denuncia o contrato de 50 anos firmado entre a Caema e a Prefeitura de Imperatriz.
Além disso, o parlamentar sustenta que nestes últimos 10 anos foram investidos apenas R$ 600 mil, ainda na gestão do ex-governador Jackson Lago, fato que considera um absurdo, pois nestes últimos anos o município cresceu, evoluiu e se modernizou. “Infelizmente, a Caema continua nos maltratando da mesma forma”, dispara.
Rildo Amaral garante que a empresa (Caema) dispõe de recursos suficientes para investimentos e ampliação da rede de abastecimento de água em Imperatriz, a maior cidade do interior do Maranhão. Ele revela que existem atualmente mais de 70 mil ligações de encanações de água na cidade, sem que houvessem investimentos ao longo desse período feitos pela Caema

0 comentários :

Postar um comentário