.

.

.

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

É assim que eles querem o povo do Maranhão mendigando…

por ligiateixeira

Bacabal pobreza

Costumo dizer que o fracasso do governo Roseana não é produto da incompetência de seus gestores. Trata-se, sim de uma proposital política de governar pelo caos. Quanto mais dependentes e fragilizados estiverem os maranhenses, melhor para quem está no governo.

Algumas fotos recentemente divulgadas pela mídia do grupo Sarney, ilustram bem essa tese. A primeira foto, no topo deste post, mostra dezenas de pessoas no município de Bacabal disputando cestas básicas entregues pelo Senador João Alberto (PMDB) e seu pupilo, o deputado estadual Roberto Costa durante uma confraternização.

Roberto Costa CaridadeNos releases feitos sob encomenda para divulgar  a “boa ação”, o deputado Roberto Costa profere o singelo discurso: “Nós sabemos da dificuldade que todos os municípios têm enfrentado, mas com a união de todos e o apoio da governadora Roseana Sarney, traremos muito mais coisas boas para Bacabal”

Bacabal passa por uma grave crise no setor de segurança pública a exemplo de outros municípios do interior, onde a criminalidade rola solta por conta da disseminação do uso de crack. A rede hospitalar também não tem condições de atender a população, obrigada a se deslocar para São Luís, Teresina e Alto Alegre. Educação, infraestrutura, água e saneamento básico também apresentam problemas graves. E olha que Bacabal é uma cidade polo!

O deputado Roberto Costa confessa que sabe de tudo isso, mas no seu projeto de levar “coisas boas” para Bacabal, estão apenas a esmolas.

Outro parlamentar “de dentro da casa” do grupo Sarney é o vereador Fábio Câmara.Fabio Camara esmolaAcostumado a fazer proselitismo político nas emissoras de rádio oferecendo leitos hospitalares a pacientes que mendigam vagas nos hospitais da rede pública, o parlamentar do PMDB, que é pupilo do Secretário de Saúde do Estado, Ricardo Murad, exibiu todo orgulhoso a foto ao lado, tirada durante mais uma “ação de caridade” que o vereador costuma realizar em comunidades pobres da Ilha.

Por fim, a julgar pelo fato de que o Maranhão está entre os estados com maior índice de corrupção, não seria absurdo imaginar que a “caridade” patrocinada por essa gente, seja produto dos recursos que por direito pertencem aos próprios “beneficiados” por ela.

1 comentários :

  1. Em Presidente Dutra foi do mesmo jeito ano passado, as pessoas se engaufiando e disputando uma cesta básica que não tinha nada...E o prefeito ainda foi fazer discurso , tenha santa paciencia. Dão esmola em troco do controle das pessoas pobres, deplorável.

    ResponderExcluir