.

.

Curta o rei no Facebook

.

sexta-feira, 14 de março de 2014

Policial Militar é preso por ter liderado manifestação em frente ao Palácio

O soldado Leite foi detido, no comandante-geral da Polícia Militar do Maranhão, em São Luís, na manhã desta sexta-feira (14) por ter liderado ontem a manifestação de policiais militares em frente ao Palácio dos Leões. Foi dado voz de prisão ao PM Leite por pronta intervenção, soba a alegação de que foram quebradas as cercas disciplinadoras que estavam na frente da sede do governo Roseana Sarney, causando baderna.

Protesto-1024x768Pronta Intervenção é uma prisão prevista no RDE praticada para preservar a disciplina preventivamente por 3 dias, enquanto se apura os fatos. Outros líderes também podem ser detidos.

A detenção de Leite causou muita insatisfação de militares. Alguns deles prometem reação.

Na noite de ontem em Assembléia Geral, mais 600 policiais militares e bombeiros da região metropolitana de São Luís lotaram a FETIEMA com o objetivo de deliberar os rumos da categoria. (veja mais aqui).

O governo do Estado prometeu dar uma resposta às reivindicações da corporação no dia 19 e uma Assembléia Geral está marcada para o dia 20, onde os militares decidirão se paralisam ou não.

PM Leite preso

Os militares reclamam do reajuste de apenas 7% concedido, em ano eleitoral, pela governadora Roseana Sarney à categoria. Segundo os policiais, não se trata de aumento, mas de reposição salarial, pois refere-se a perdas salarias e não a aumento real de vencimentos. Segundo os policiais e bombeiros, “sempre que se concede um reajuste a servidores públicos, a categoria fica de fora, e o reajuste anunciado recentemente, de 7%, não é um aumento real, pois é referente ao acordo firmado em 2011”.

O gverno esta protelando, ja que era pra ter saido ontem dia 13 o resultado de uma pauta de reivindcações feita pelos policiais, aí conseguiram empurrar para o dia 19. Associações dzem que a PM pode parar a qualquer momento

 

 

0 comentários :

Postar um comentário