.

.

Curta o rei no Facebook

.

terça-feira, 15 de abril de 2014

Edivaldo Júnior já recebeu R$ 296 milhões do Governo Federal para a Saúde que é um caos

Atual7

Na manhã desta terça-feira (15), a capital do Maranhão voltou a ser destaque negativo em rede nacional, em reportagem exibida pelo Bom Dia Brasil, mostrando que a espera de quem precisa por atendimento na rede pública de São Luís pode levar meses. O sufoco é tão grande, que tem gente sendo obrigada a dormir na fila de espera, só para conseguir marcar uma consulta ao médico.

Diante do caos, a secretária Municipal de Saúde, Helena Duailibe, queixou-se à equipe de reportagem da falta de recursos para o setor. Um levantamento feito pelo Atual7 no Portal da Transparência do Governo Federal mostra, porém, que a realidade é outra.

Filas entram pela madrugada em uma longa espera para que precisa marcar uma consulta médica na rede de saúde pública de São Luís. Foto: Reprodução / Bom Dia Brasil

SAÚDE PÚBLICA NÃO AVANÇA EM SÃO LUÍS Filas entram pela madrugada em uma longa espera para que precisa marcar uma consulta médica na rede de saúde pública de São Luís. Foto: Reprodução / Bom Dia Brasil

De março de 2013 até fevereiro deste ano, a gestão do petecista Edivaldo Holanda Júnior já recebeu R$ 296.225.755,53 (duzentos e noventa e seis milhões, duzentos e vinte e cinco mil, setecentos e cinquenta e cinco reais, e cinquenta e três centavos) para ser investido na saúde pública.

Só para a ‘Atenção à Saúde da População para Procedimentos em Média e Alta Complexidade’, verba específica para quem precisa fazer exames de média e alta complexidade, foram R$ 217.860.081,78 nos últimos quinze meses, quase 80% do valor total recebido do Governo Federal pela Prefeitura de São Luís.

Além de meses na espera por atendimento na rede pública de São Luís, população é obrigada a enfrentar chuva para conseguir marcar exames. Foto: Reprodução / Bom Dia Brasil

VERGONHA NACIONAL Além de meses na espera por atendimento na rede pública de São Luís, população é obrigada a enfrentar chuva para conseguir marcar exames. Foto: Reprodução / Bom Dia Brasil

O caos na saúde pública – ou a falta dela – na capital fez com que, no início de abril, o Tribunal de Justiça do Maranhão obrigasse a gestão Holanda Júnior a atender uma mulher que sofre de linfoma de Hodgkin, um câncer do sistema linfático encontrado nos linfonodos, medula óssea e outras regiões. Pela determinação da Justiça, a Prefeitura de São Luís teria até essa segunda-feira (14), para realizar o diagnóstico preciso da evolução da doença e a real extensão do tumor.

Apesar da verba milionária que a Saúde da capital recebeu nestes últimos meses para realizar este tipo de procedimento, a paciente aguardava que o exame de alta complexidade fosse disponibilizado pela rede de saúde pública desde maio de 2013, mas sempre obtendo resposta negativa do Município.

0 comentários :

Postar um comentário