.

.

Curta o rei no Facebook

.

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Está semana deve ser julgado processo de acidente que matou universitários de Açailândia

Açailandia - Alguém se recorda de um trágico acidente automobilístico ocorrido em julho de 2005 na BR 010, entre as cidades de Açailândia e Imperatriz, que vitimou vários estudantes universitários de Açailândia, inclusive com vítimas fatais, na maioria da UEMA de Imperatriz? Esse acidente comoveu a população Açailandense já que as vítimas eram professores conhecidos na cidade, e muitos da rede pública, e agora depois de quase 09 anos finalmente os processos de indenizações tendo como requerentes as vítimas sobreviventes e parentes dos falecidos, serão julgados nos dias 08 e 09 de abril, com audiências marcadas pelo Juiz André Boges Pereira Santos, Titular da 2ª Vara de Açailândia.

LEMBRE-SE DO CASO.

conforme denuncia formulada pelo Ministério Público à Justiça, no dia 05 de julho de 2005, por volta das 13:15, o veículo VAN, Mercedes Benz Sprinte, 2312 D, Cor Branca, placa MVS 6973/TO, de propriedade do Sr. Manoel Alves Dias, que se deslocava no percurso Açailândia- Imperatriz, levando estudantes universitários que fretavam o automóvel, na maioria da UEMA, perdeu o controle batendo no meio fio da rodovia BR 010 nas imediações do trecho seco, capotando diversas vezes, deixando o veículo totalmente destruído e matando 05 passageiros, entre estes Iranilde da Conceição Sobral, Marcelo da Silva Lima,Crislaine Gonçalves de Moraes, Eliane Rosa e Elite Gomes, e Auritania Pereira deixando ainda 05 feridos, são eles: Os estudantes, na ocasião, Francisco das Chagas da Silva França, Francisca Lopes da Silva, Claudiane Soares da Silva, Maria Suely Lima da Silva e Marcelo Baldini Nodari.

O motorista do veículo Cícero Alves de Sousa, foi acusado pelos sobreviventes por negligencia e imprudência, por estar conduzindo a Van em alta velocidade, acima de 120 km/h, e foi condenado em 1ª estância nos autos do processo nº 1523-55.2005.8.10.0022, distribuídos na 5ª Vara de Açailândia, à pena de 4 (quatro) anos e 6 (seis) meses de detenção e à suspensão da habilitação para dirigir veículo automotor pelo período da pena.

Não satisfeitos os milagrosos sobreviventes e familiares das vítimas fatais ajuizaram ação de indenização por danos morais e materiais contra o Sr. Manoel Alves Dias, conhecido como “Dodo”, por responsabilidade solidária como proprietário do veículo e consequentemente empregador do motorista Cicero Alves de Sousa. As audiências ocorrerão nos dias 08 e 09 de abril de 2014, no fórum da cidade de Açailândia.

Esperamos que a justiça seja feita e que as vítimas tenham seus danos morais e materiais compensados, e ainda que os familiares dos entes queridos perdidos nessa lamentável tragédia, obtenham enfim um desfecho consolador à altura do sofrimento que estão passando a quase 09 anos do acidente.

Iranilde da Conceiçao Sobral, que faleceu no acidente, estudante do Curso de Letras da UEMA. Era uma professora muito dedicada da rede pública e muito querida em Açailândia.

0 comentários :

Postar um comentário