.

.

.

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Moradores de Piquiá de Baixo participam de Assembleia dos Acionistas da Vale S.A.‏

Nessa quinta-feira (17) três moradores de Piquiá de Baixo, distrito industrial de Açailândia – MA, participam da Assembleia Anual dos Acionistas da empresa Vale S.A. A reunião acontece às 11h, no edifício Città America situado na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.

03A Assembleia dos Acionistas da Vale acontece anualmente e trata-se da reunião mais importante da empresa durante o ano. Essa reunião reúne, em um mesmo local, representantes que detêm ações e que investem na companhia, viabilizando suas operações. Grandes bancos e fundos de pensão estão entre os investidores que participam.

Na assembleia são debatidas e tomadas decisões sobre temas como eleições para membros de conselhos, apresentação de relatórios e remunerações de administradores.  

Membros de entidades como a Rede Justiça nos Trilhos passaram a deter ações da Vale e por isso, segundo a lei das sociedades anônimas, têm o direito de voz e de voto durante a Assembleia. Mas o objetivo maior dessas organizações é o de denunciar os impactos socioambientais que a empresa causa no Brasil e no mundo.

“Desta vez, apresentarão aos acionistas suas preocupações a respeito do comportamento da empresa no Maranhão e no Pará. Tratarão de alguns dos conflitos que ocorrem atualmente na região, em decorrência das operações do Projeto Carajás e de sua expansão. Lembrarão os acionistas de que os conflitos com as comunidades locais e a falta de cumprimento das leis e das condicionantes das licenças ambientais, pela Vale, podem significar riscos aos investimentos dos acionistas, com a queda do valor das ações e a diminuição dos dividendos”, relata o advogado Danilo Chammas, da Rede Justiça nos Trilhos.

A iniciativa de participar das reuniões com os acionistas da Vale é uma atividade conjunta de diversas organizações que compõem a Articulação Internacional dos Atingidos pela Vale.

0 comentários :

Postar um comentário