.

.

Curta o rei no Facebook

.

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Petistas anti-Sarney mostram força, reúnem militantes de todo o Maranhão e reforçam pré-candidatura de Flávio Dino

“Chegou o momento de refundação da história do Maranhão, em que deixaremos para trás o reino das oligarquias e do coronelismo. Vamos mostrar ao Brasil que um novo Maranhão é possível. Vamos à luta! Vamos à vitória”, disse o ex-presidente da Embratur e pré-candidato ao governo, Flávio Dino, a dezenas de lideranças e militantes do PT anti-Sarney, na manhã deste domingo(13), durante encontro na sede do Boi Pirilampo, na Cohab.

O objetivo do encontro foi mostrar a Dino que a maioria das lideranças do PT não concorda com a aliança com o grupo Sarney e que mais de 80% da militância do partido vai trabalhar para garantir a vitória do comunista para o governo, e de Dilma para a presidência.

Flávio Dino fez questão de ressaltar a importância da ampla aliança que está sendo formada com diversos partidos. “A aliança tem um programa que visar fazer um governo humano e honesto. Eles estão em crise e vão nos atacar todos os dias. Mas, estamos vendo uma grande união popular indestrutível, invencível, que vai derrotar o último coronelismo existente no Brasil, liderado pelo senador Sarney”, acrescentou.

Dino conclamou a militância petista a permanecer unida em torno de um projeto de esquerda para o Maranhão representado pelas lideranças de oposição. “Faço um convite ousado: vamos trazer o PT de volta para o nosso campo ainda em 2014,” disse o pré-candidato durante a plenária.

A reunião de presidentes de diretórios municiais, vereadores, membros do diretório estadual e militantes históricos do PT retratou a união de forças dentro do PT para que o partido “volte a beber da fonte em que surgiu”, que são as lutas de esquerda, de acordo com Eri, representante do PT de Pinheiro.

Um dos grandes símbolos dessa guinada em favor da aliança com a oposição ao grupo Sarney foi a presença do líder camponês Manoel da Conceição, que foi eleito presidente de honra da mesa de trabalho. Manoel pediu a todos os militantes que, para honrar a história de luta contra ditadura e em nome dos trabalhadores, todos os militantes petistas se empenhem na pré-candidatura de Flávio Dino.

O compromisso foi registrado em carta assinada pela militância petista, afirmando que a possível candidatura de Flávio Dino tem como ponto central “a defesa da vida e da cidadania”. Na carta, os petistas defendem uma grande aliança de todos os partidos e movimentos sociais que “criar novas condições para o exercício da cidadania, dos Direitos, em nosso Estado”. O primeiro a assinar o documento foi Manoel da Conceição.

Nomes de peso do partido estiveram presentes no evento e assinaram a carta que foi lida pelo professor Francisco Gonçalves e entregue a Flávio Dino pouco antes do encerramento dos trabalhos. Membro da Executiva Nacional do PT, Márcio Jardim defendeu que o partido apoie Dilma Rousseff e Flávio Dino.

Além de militantes petistas, líderes de movimentos sociais compareceram e defenderam a pré-candidatura do PCdoB. Ivaldo, ex-presidente da Central Única dos Trabalhadores no Maranhão, afirmou que a entidade se reunirá em plenária para definir a estratégia eleitoral para 2014, mas a tese que ele defenderá será de apoio à candidatura de esquerda representada por Flávio Dino.

Joaquim, dirigente da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura do Estado do Maranhão (Fetaema), também declarou apoio ao pré-candidato. “A eleição de Dino seria a melhor para os trabalhadores. É a candidatura dos movimentos sociais, que representa às nossas bandeiras,” disse.

O evento foi prestigiado por lideranças de outros partidos, como PDT, PSB, SDD e PTC. Presidente estadual do PDT no Maranhão, Julião Amin afirmou que o PDT sempre marchou ao lado das lutas democráticas e, no atual cenário, o partido tem convicção de que Flávio Dino representa o avanço no caminho pela Democracia no estado.

Os deputados Bira do Pindaré e Domingos Dutra, que deixaram o PT após as intervenções pela aliança com a oligarquia maranhense, foram ao evento para reforçar a luta pelo retorno da sigla ao campo das lutas sociais. “O PT tem compromisso histórico com a classe trabalhadora. Aqui no Maranhão não pode ser diferente. Essa aliança esdrúxula com o grupo Sarney deve acabar,” defendeu.

A pré-candidatura de Flávio Dino tem recebido apoio de diversos partidos no Maranhão. O PT ainda não definiu oficialmente sua posição nas eleições de 2014.

O ato dos petistas maranhenses em apoio às pré-candidaturas de Flávio Dino e da presidenta Dilma Rousseff marcou o final de semana dos acontecimentos políticos na capital, São Luís, e reuniu diretórios de todo o estado.

0 comentários :

Postar um comentário