.

.

Curta o rei no Facebook

.

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Projeto urbanístico e habitacional de Piquiá de Baixo é apresentado durante Fórum Social Urbano

O reassentamento da população de Piquiá de Baixo é um sonho para mais de 300 famílias que há décadas vivem em meio a poluição gerada por cinco siderúrgicas. Os últimos dias foram de comemoração e esperança para todos eles. Aconteceu ontem (8), na Colômbia, a apresentação do projeto urbanístico e habitacional do novo bairro.

IMG_1954-1O projeto urbanístico e habitacional de Piquiá de Baixo foi construído em mutirão entre arquitetos da USINA CTAH e os moradores do bairro. Por isso ganhou notoriedade diante de entidades internacionais que discutem sobre a qualidade urbana.

A apresentação ocorreu na cidade de Medellin, durante o 7º Fórum Urbano Social Urbano Alternativo e Popular e contou com a participação de representantes de diversos países, como Colômbia, Argentina, Peru, Bolívia, Guatemala, México, Itália, Tunísia, Estados Unidos, África do Sul e Bélgica.

A apresentação do projeto urbanístico e habitacional de Piquiá de Baixo no Fórum Social Urbano se deve ao fato de ter sido contemplado com o prêmio de menção honrosa dentro do primeiro concurso latino-americano de habitação popular. O prêmio será entregue amanhã (10), às 11h00, horário de Medellin.

“Na ocasião também foi realizado um workshop organizado pela Aliança Internacional dos Habitantes e permitiu que os participantes do Fórum Urbano pudessem conhecer os projetos que ganharam os prêmios do primeiro concurso latino-americano de habitação popular, dentre eles o de Piquiá”, conta Antônio Soffientine que representou a Associação Comunitária dos Moradores de Piquiá de Baixo no evento.

O workshop internacional contou com a presença de arquitetos da Suíça e da Inglaterra e da Diretora da Secretaria de Habitação do Ministério das Cidades do Brasil.

Rede Justiça nos Trilhos

0 comentários :

Postar um comentário