.

.

Curta o rei no Facebook

.

terça-feira, 10 de junho de 2014

DEPUTADOS PROTESTAM CONTRA CENSURA DE EDINHO LOBÃO A IMPRENSA


Os deputados Bira do Pindaré, Eliziane Gama e Othelino Neto repudiaram nesta segunda-feira na Assembleia Legislativa a censura que o pré-candidato do PMDB, Edinho Lobão, quer ressuscitar no Maranhão com a abertura em um único dia de seis processos contra jornalistas que atuam no estado.

Edinho Lobão processa os jornalistas Cunha Santos Filho, Leandro Miranda, Gilberto Lima, Ivison Lima, Jonh Cutrim e o editor deste blog por terem escrito sobre a sua condenação na Justiça Federal por uso irregular na Tv Difusora no município de São Mateus.

O que chamou a atenção dos deputados é que os processos não são por calúnia, mas por propaganda negativa antecipada em uma lógica eleitoral que se sobrepõe aos interesses e direitos da sociedade em ser bem informada.

A prerrogativa inaugurada por Edinho Lobão reedita no País a censura prévia utilizada durante o regime militar a qual todos os jornalistas ficarão impedidos de tecer críticas ou noticiar fatos que contrariem os interesses de qualquer candidato.

- Eu pensei que tinha alguma calúnia, que ele estava questionando alguma injúria, alguma difamação, mas por incrível que pareça ele não questiona nada disso, ele simplesmente quer cercear a liberdade de imprensa. Ele quer que essas pessoas não comentem e não falem das informações que são de conhecimento público – protestou Bira do Pindaré.

O deputado do PSB considerou abominável o cerceamento da imprensa desejado por Edinho Lobão que remonta o tempo da ditadura militar, e que a sua atitude não pode ser confundida no direito de qualquer cidadão quando se sente caluniado.

- É muito diferente. Nós temos que conter os excessos e não devemos aceitar mentiras e nem calúnias, e isso deve ser coibido e o Judiciário tem que ser eficiente em relação a isso – avisou.

O deputado Othelino Neto também fez questão de diferenciar a notícia da calúnia diante dos que defendem a atitude do peemedebista alegando que o pré-candidato do PC do B, Flávio Dino também processa jornalistas.

- O deputado Roberto Costa, disse que, estávamos criticando o pré-candidato do governo, mas o nosso pré-candidato havia também processado. Acho que tem que diferenciar a notícia que é dada, com a calúnia. Nenhum desses caluniou o pré-candidato do governo, apenas foi noticiado, e o que foi noticiado existe, é fato, ninguém inventou, então é preciso aprender – observou.

Já a deputada Eliziane Gama lembrou que a liberdade de imprensa foi conquistada depois de muita luta, sendo ela um dos princípios básicos do estado democrático de direito, no qual não pode haver retrocessos aos anos de chumbo enfrentados pela sociedade brasileira.

- A gente precisa ter um entendimento maior, de que a força do jornalismo, de que a força da comunicação, de que a força da liberdade de expressão precisa sobrepor qualquer tipo de tentativa de cercear; Isso lembra ditadura, isso lembra regime militar e a gente não pode nem de longe pensar isso de volta para nossa sociedade - alertou.

Em seu discurso disse também o deputado Bira do Pindaré: “O Brasil precisa saber que a ditadura ainda está aqui.”

0 comentários :

Postar um comentário