.

.

Curta o rei no Facebook

.

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Hélio Santos fica mais pobre depois de ser presidente da Câmara e Deputado Federal

Açailândia terá nove candidatos a deputado estadual. Foram pedidos os registros de candidatura de Juscelino Oliveira (PP), Sergiomar de Assis (PSDB), Hélio Santos (PSB), Sergio Vieira (PEN), Quininha (PSB), Antonio Erismar (PT), Niltinho (PHS), Professor Milton (PSOL) e Pastor Cavalcante (PSC). Todavia ao consultar o site do helio-santos-21-08-2013 Tribunal Regional do Maranhão – TRE/MA, a reportagem do Jornal do Maranhão checou pormenorizadamente as declarações de bens prestadas pelos respectivos candidatos, registrando alguns casos que se não estranhos deixam a pairar dúvidas sobres às informações registradas junto ao órgão da Justiça Eleitoral.

Com exceção dos candidatos Quininha e Niltinho que não fizeram nenhum registro com relação a bens ou posses, todos os outros prestaram os devidos esclarecimentos junto ao TRE, tornando do conhecimento público e da Justiça a Declaração de Bens daqueles que se propõem a assumir um cargo oriundo de um pleito eleitoral. Abaixo os casos que mais chamaram a atenção da reportagem:

Dentre os candidatos a deputado estadual que tiveram seus pedidos protocolados junto à Justiça Eleitoral, àquele que mais chamou atenção da reportagem foi do ainda deputado federal pelo PSDB Hélio Batista dos Santos, que teve pela baixa popularidade conquistada durante o transcurso do mandato de reduzir a sua patente, aceitar a inviabilidade de sua candidatura à reeleição de federal e se contentar a concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa do Maranhão.

Aprofundando as informações de acesso público através do site www.tre-ma.gov.br, detectamos que o hoje deputado federal Hélio Santos, em 2008 quando exercia a presidência da Câmara de Vereadores e foi candidato à reeleição, declarou à Justiça Eleitoral um patrimônio de R$ 1.120.000,00 (Hum milhão e cento e vinte mil reais), sendo possuidor de 6 bens móveis e imóveis conforme tabela abaixo extraída do site.

image 

Todavia ao consultarmos a lista de bens declarados pelo deputado federal Hélio Santos nesta eleição de 2014, o que surpreendeu à reportagem do JM foi a redução no valor do patrimônio declarado por Hélio, tendo em vista que o exercício parlamentar de dois anos com presidente da Câmara (2009 e 2010) e três anos e meio com deputado federal (2011, 2012, 2013, e até junho de 2014) fez a quantia declarada cair de R$ 1.120.000,00 em 2008, para R$ 712.089,68 em 2014 (tabela abaixo).

Registre-se ainda que em 2008 conforme declarado pelo próprio Hélio Santos o seu patrimônio consistia em seis bens móveis e imóveis, já agora em 2014 a sua declaração constou de 14 bens imóveis, muito embora a quantidade de imóveis tenha mais que duplicado, o valor total do patrimônio do deputado teve uma redução de aproximadamente de 36%.

image

Depois de 6 anos imóveis rurais declarados despencam de valor

Não se sabe ao certo o motivo que tenha levado o deputado federal Hélio Santos a promover uma desvalorização sem precedentes em três dos seus imóveis rurais constantes nas duas listas do TRE. Só uma catástrofe nuclear ou uma bolha imobiliária semelhante a ocorrida em terras nortes americanas, faria os valores dos imóveis sofrerem uma queda tão rápida e brusca.

Em 2008 Hélio Santos declarou possuir um terreno rural sitio loteamento Colônia Gurupi - Açailândia-MA no valor de R$ 500.000,00, já na declaração de 2014 o mesmo imóvel aparece com o valor de R$ 32.000,00, ou seja, 6,4% do valor declarado em 2008. A área que segundo o deputado foi adquirida em 18/04/2001 tem a medição de 510,500 ha. Dividindo-se as 510ha pelos R$ 32.000,00 declarados agora em 2014, cada hectare custará aproximadamente R$ 62,00 (sessenta e dois reais), ou seja,1(hum) alqueire (4.8 ha) custará a bagatela de R$ 310,00 (trezentos e dez reais).

Na esteira do imóvel mencionado anteriormente, cita-se outro que aparece em ambas as listas, uma gleba de terra com área de 109,7331 ha em Açailândia-MA no valor de R$ 200.000,00 figura-se nos registros de 2008, verificando pela medida exata da terra, encontramos na lista de 2014 a mesma “gleba de terra com área de 109.731ha localizada a 17km da margem direita da rod. BR222 altura do km 25 Açailandia-MA adquirida do senhor Jose Cardoso Filho, tendo como valor do bem declarado a quantia de R$ 37.500,00”. Efetuando um cálculo matemático grosseiro, o imóvel citado teve o deságio de R$ 162.500,00, passando cada alqueire a valer tão somente R$ 1.640,00 (Hum mil seiscentos e quarenta reais).

O último imóvel que citamos para ilustrar os equívocos (intencionais ou não) praticados nas informações prestadas ao Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão pelo candidato Hélio Batista dos Santos está em outra gleba de terra constante na declaração de bens de 2008, com área de 146,5420 ha, tendo o valor declarado de R$ 300.000,00. Agora em 2014 uma gleba com a mesma área de 146.542ha localizada a 17 km da margem direita da BR 222, altura do km 25, em Açailandia-MA, passou a constar com o valor de R$ 34.000,00.

O Jornal do Maranhão franquia aqui seu espaço para que tanto o candidato Hélio Batista dos Santos, como os Juízes da 71ª e 98ª Zonas Eleitorais da Circunscrição de Açailândia, para que desejando possa explicar aos leitores os fatos narrados nesta matéria. Chama-se atenção também dos Promotores Eleitorais das citadas Zonas para acompanharem os descalabros existentes nas declarações de bens dos candidatos ao pleito eleitoral de outubro próximo, e desejando possa aqui também se manifestarem.

0 comentários :

Postar um comentário