.

.

.

terça-feira, 28 de outubro de 2014

TRÂNSITO SEGURO - Projeto do MPMA desenvolvido em Imperatriz é apresentado em Brasília

O projeto "Trânsito seguro: direito de todos", desenvolvido em 2014, em Imperatriz, foi apresentado pelo promotor de justiça Alessandro Brandão Marques, na última quarta-feira, 22, durante o 5º Congresso de Gestão do Conselho Nacional o Ministério Público, encerrado na tarde desta quinta-feira, 23.

cnmp cong 1Atual diretor das Promotorias de Justiça de Imperatriz, Alessandro Brandão Marques explicou que a ideia do projeto surgiu após um levantamento que apontou o aumento do número de ocorrências e de vítimas de trânsito no município. O trabalho possui como bandeira a campanha educativa "O que você tem a ver com a violência no trânsito de Imperatriz?".

Segundo o promotor, em 2013 foram registradas 62 mortes em acidentes de trânsito na cidade, tendo sido gastos R$ 3,8 milhões no Hospital Municipal de Imperatriz somente com vítimas de trânsito. "É um custo impressionante para uma cidade de médio porte", afirmou.

Outro dado curioso mostrado por Alessandro Marques é que atualmente, em Imperatriz, existem 116 mil veículos em circulação, mas o número de pessoas com carteira de habilitação é menor: 83.618. "Todos esses dados me levaram a perceber que a atuação criminal é importante, mas não é suficiente para coibir os delitos no trânsito", completou.

O palestrante explicou, ainda, que o projeto tem como base a educação e a fiscalização e é dividido em três fases: levantamento de dados com estabelecimento de prioridades, reuniões de trabalho e audiências públicas. A última etapa ainda não foi posta em prática.

A campanha foi feita por meio de mobilização nas emissoras de rádio e TV, blitzen educativas e distribuição de material publicitário: cartazes, folders e adesivos. Também foi promovido um passeio ciclístico no município.  Entre os órgãos e instituições parceiras do projeto estão a Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar, Secretarias Municipais de Trânsito e de Educação.

De acordo com o promotor, embora não tenha sido ainda encerrado, o projeto já obteve resultados positivos em 2014, a exemplo da intensificação de campanhas educativas feitas pelo município, melhorias das sinalizações horizontal e vertical, colocação de novos semáforos, redução de 15% do número de ocorrências relativas à lesão corporal e dano ao patrimônio.

0 comentários :

Postar um comentário