.

.

.

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Vitória de Dilma “ressuscita” o grupo Sarney no Maranhão

Sarney sai fortalecido com a vitória de Dilma Rousseff

Certamente, o grupo Sarney é um dos que mais comemora a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) no Brasil. Com isso, o clã sai fortalecido em cargos federais e em indicações para os ministérios e terá fôlego para instaurar um governo paralelo no Maranhão.

Fortalecido na instância federal, o grupo encontrará fôlego para continuar controlando vários setores do Maranhão, entre eles o da Comunicação. São mais de 50 cargos federais, dos quais o clã deve pegar a maioria, isso sem falar nos ministérios.

Hoje, o grupo Sarney mantém Edison Lobão (PMDB) no Ministério das Minas e Energia, um dos que têm mais recursos federais e por onde passa a questão da Petrobras, alvo de esquema de corrupção. Gastão Veieira (PMDB) ficou por muito tempo no Ministério do Turismo.

No novo governo de Dilma, não deverá ser diferente. Sarney deverá indicar pelo menos dois fortes ministros e grande parte dos cargos federais. É aguardar!

Derrota do grupo Sarney?

Recentemente, o PCdoB e colgados, entre eles o PSDB, comemoraram, no Maranhão, o que seria a derrocada do grupo Sarney ou o fim do Sarneysismo. No entanto, com o apoio dos próprios comunistas, Dilma foi reeleita e, certamente, dará fôlego ao clã, já que tem uma parceria muito forte com o PMDB.

Fora do governo do Estado, o grupo Sarney terá forças para fazer um governo paralelo no Maranhão e procurar assim barrar recursos para o governo do próprio Flávio Dino, que é do PCdoB, partido que apoiou a reeleição de Dilma no Maranhão.  São as contradições da política!

Por silvia tereza

0 comentários :

Postar um comentário