.

.

.

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Policial Militar Reis executou o cinegrafista Carvalho, por telo denunciado


Imperatriz, MA. O delegado regional Assis Ramos elucidou com rapidez mais um crime de repercussão na cidade de Imperatriz, Ele apresentou agora há pouco o assassino do repórter cinematográfico, Jean Apinagé ReisJosé Carvalho. Trata-se do soldado PM da Força Tática, Jean Apinagé Reis.

O motivo do crime está ligado ao exercício da profissão. Carvalho teria denunciado o militar à corregedoria da PM por agressão a um sobrinho. Durante a audiência, o policial teria ameaçado a vítima ao afirmar: "Isso não vai ficar assim, vai ter volta".
Carvalho foi executado a poucos metros da sua casa na frente de seus dois filhos na noite de sábado, 29 de novembro próximo passado, na rua Monte Castelo em pleno centro da cidade.

Ele tombou com três tiros nas costas e mais dois a queima roupa quando Carvalho estava caído dentro do Bar do Caranguejo onde tentou se proteger dos disparos.

O PM estava de motocicleta e de capacete, testemunhas disseram que Carvalho poderia ter reconhecido o policial também pela voz pois ao ser abordado ainda tentou correr para fugir dos disparos.

Carvalho

Carvalho foi enterrado ontem em Imperatriz e polícia já esclareceu o assassinato do repórter cinematográfico

0 comentários :

Postar um comentário