.

.

Curta o rei no Facebook

.

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Simplício Araújo visita as instalações do Porto do Itaqui

O deputado e futuro secretário de Desenvolvimento, Indústria e Comércio do Maranhão (SEDINC), Simplício Araújo, visitou, nessa segunda-feira (15), a Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP).

MG_1988 Acompanhado do secretário adjunto da SEDINC, David Braga Fernandes, do presidente do órgão, Luiz Carlos Fossati, da gerente de novos negócios, Luciana Kuzolitz, do diretor de operações, José Antônio Magalhães, e de assessores, Simplício conheceu a estrutura do porto, os projetos em andamento e o planejamento para os próximos anos.

Na ocasião, a gerente de novos negócios da EMAP apresentou dados que fizeram com que o porto do itaqui batesse o recorde histórico de movimentação de cargas este ano, com 17 milhões de toneladas, somente nos primeiros 12 dias de dezembro.

Para Simplício Araújo, o desenvolvimento do estado precisa passar por uma gestão eficiente e um aproveitamento eficaz do potencial  existente no porto.

“É preciso existir sintonia entre o porto e o poder público. A localização estratégica do itaqui nos favorece sobremaneira e o resultado foi o recorde histórico na movimentação de carga, alcançada apenas nos 12 primeiros dias de dezembro. Devemos priorizar o diálogo entre os governos estadual e federal para que os projetos possam sair efetivamente do papel”, afirmou.

O presidente da EMAP fez projeções otimistas para o futuro do porto. Ele afirmou que apesar de existirem entraves envolvendo os processos de licitação, a tendência é que a partir da inauguração do Terminal de Grãos do Maranhão (Tegram) a cadeia de agronegócio seja impulsionada, consolidando o porto do itaqui como referência de exportação de grãos.

Entre os projetos com previsão de execução entre 2016 e 2020 estão o Terminal de Contêiner, cuja primeira fase terá mais um berço, retroárea, ponte de acesso e área de estocagem em terra, e o Terminal de Fertilizantes, que tem projeto estruturante com um novo berço dedicado a essa carga e capacidade final de 5 milhões de toneladas por ano, três lotes, dois armazéns por lote medindo 5 mil m² e capacidade de 25 mil toneladas, totalizando 150 mil toneladas de capacidade estática.

A estimativa é que o crescimento médio seja de 31% na movimentação de fertilizantes, acompanhando a tendência de crescimento da movimentação de grãos, do setor sucroalcooleiro, do algodão de produtos florestais.

Há ainda o Terminal de Pellets e Celulose, cuja previsão é de capacidade para até 3 milhões de toneladas por ano.

Derivados de petróleo, soja, ferro gusa, milho, cobre, álcool, alumínio, contêiner, carga geral, fertilizantes, carvão, cimento, antracita/betonita, arroz, calcário, trigo, trilhos, GLP, manganês, arroz, clínquer, fluoreto são as cargas movimentadas no porto do itaqui.

Para isso, o porto conta com localização estratégica na costa da região Nordeste e rotas mais curtas para Europa e EUA, tem rede rodoviária com mais de 55 mil km, ligando rodovias federais, estaduais e municipais, rede ferroviária formada pela Transnordestina Logística S.A. (TLSA) e Estrada de Ferro Carajás (EFC)/Ferrovia Norte-Sul (FNS), além de proximidade do Distrito Industrial de São Luís e do aeroporto internacional, e canal de acesso com largura mínima de 500 metros e profundidade de 23 metros.

0 comentários :

Postar um comentário