.

.

Curta o rei no Facebook

.

domingo, 15 de março de 2015

Atos #foraDilma ocorrem em 18 estados do país e no DF

Manifestações contra a corrupção e contra o governo de Dilma Rousseff ocorrem em vários estados do país neste domingo (15). As mobilizações foram organizadas pelas redes sociais nas últimas semanas.

Os atos são pacíficos e muitos são acompanhados pela Polícia Militar. Manifestantes usam verde e amarelo, carregam bandeiras do Brasil e faixas com frases de ordem.

Veja a seguir a situação em cada estado:

ALAGOAS
PARTICIPANTES: 6 mil, segundo organizadores; 10 mil, segundo a PM.
COMO ESTÁ: pessoas ocupam a orla de Maceió com faixas Manifestantes do Movimento Brasil Livre protestam na Orla da Ponta Verde (Foto: Jonathan Lins/G1)e cartazes que defendem mudanças políticas no Brasil. Desde cedo, pessoas com roupas verdes e amarelas se concentraram na Praça Vera Arruda, no Stella Maris, na orla da Jatiúca.

Os manifestantes seguem com trio elétrico, faixas e cartazes contra a corrupção, apitos e uma bandeira de 30 metros "Fora Dilma" em direção ao Alagoinhas, na orla da Ponta Verde. Eles defendem o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) e descartam a intervenção militar.

Integrantes do Movimento Brasil Livre estão colhendo assinaturas dos manifestantes em um documento que pede a saída da presidente Dilma.


BAHIA
PARTICIPANTES: 4.000, segundo a PM; 5.000, segundo oManifestantes protestam mesmo com chuva no Farol da Barra, em Salvador (Foto: Ruan Melo/G1)rganizadores.
COMO ESTÁ: a concentração
começou por volta das 9h no Porto da Barra, em Salvador. A Polícia Militar e Guarda Municipal acompanharam a manifestação. Não houve registro de confusão.

Por volta das 9h30, os manifestantes começaram a caminhar do Porto da Barra em direção ao Cristo. Durante o percurso, fizeram apitaço, gritaram "Fora PT" e cantaram o Hino Nacional. Por volta das 12h15, os manifestantes começaram a dispersar.


CEARÁ
PARTICIPANTES: 7 mil, segundo a PM; 23 mil, segundo organizadores.Concentração do protesto na praça portugal em fortaleza (Foto: GAbriela ALves)
COMO FOI: pessoas começaram a chegar à
Praça Portugal, em Fortaleza, às 9h. Os organizadores discursaram em cima de caminhões. O grupo já se dispersou.

Os participantes usaram roupas com as cores da bandeira brasileira e levaram cartazes com diferentes temas, como o pedido de reforma políca, defesa de direitos trabalhistas, fim da corrupção e "Fora Dilma''.

Os manifestantes que estavam à frente do movimento pediram a rigorosa investigação do escândalo de corrupção na Petrobras. "Nacionalmente, existe um chamamento do 'Impeachmet já'', mas primeiramente temos que investigar [denúncias de corrupção], ver a veracidade das informações", disse Marcelo Marinho, um dos organizadores do Instituto Democracia e Ética.


DISTRITO FEDERAL
PARTICIPANTES:
50 mil segundo a PM,  200 mil, segundo organizadores 
COMO ESTÁ: por volta das 9h começaram a chegar manifestantes na
Esplanada dos Ministérios, em Brasília. A polícia acompanha a movimentação. Houve concentração também nas as ruas de Águas Claras, região administrativa a 20 quilômetros do centro de Brasília

GNEWS_Manifestação_Brasília (Foto: GloboNews)Grupos realizaram buzinaços e panelaços, além de se reunir no estacionamento do Estádio Mané Garrincha, no Museu Nacional e na Rodoviária do Plano Piloto para uma passeata.

Equipes da Polícia Militar reforçaram a segurança em prédios públicos, inclusive o Palácio do Buriti, distante da área do protesto. Na altura da rodoviária do Plano Piloto, um cordão foi montado para revistar pedestres.

Durante a manifestação em frente ao Congresso Nacional, um homem exibiu um cartaz em apoio à presidente Dilma Rousseff. Ele foi hostilizado e teve de pedir proteção à PM para deixar o local.


GOIÁS
PARTICIPANTES: ainda não informad
o.
Manifestantes iniciam concentração na Praça Tamandaré, no Setor Oeste, em Goiânia.  (Foto: Thaís Luquesi/TV Anhanguera)COMO ESTÁ: manifestantes se concentram na Praça Tamandaré, em Goiânia. Integrantes do Movimento Brasil Livre Goiás, que são contra a presidente Dilma, instalaram um balcão para que pessoas assinem um “manifesto pró-impeachment”. Dois protestantes estão vestidos como presidiários e usam máscaras da presidente e de Lula. Eles carregam uma grade e simulam uma prisão.


MARANHÃO

São Luís
PARTICIPANTES: 3 mil, segundo a PM. 5 mil, segundo organizadores
Manifestantes começaram a se reunir às 9h na Avenida Litorânea em São Luís (MA) (Foto: Lucas Vieira/G1 Maranhão)COMO ESTÁ: pessoas protestam na Avenida Litorânea, em São Luís, segundo a polícia.

A manifestação foi convocada pelos movimentos sociais Brasil Livre, os Caras Pintadas e o Acorda Maranhão. Além da saída de Dilma do governo, está também entre as motivações dos manifestantes a insatisfação com a corrupção.

Imperatriz
Em Imperatriz, a segunda maior cidade do estado, a manifestação que inicialmente estava marcada para começar 9h30, ficou para as 16h. Até os policiais que estavam no local para acompanhar os manifestantes já se retiraram. Na cidade de Caxias, na região leste do Maranhão, a manifestação marcada para esta manhã não aconteceu. O município de Balsas, na região sul, terá manifestação à tarde.


Manifestantes percorreram as principais ruas da região central de Corumbá (MS) por cerca de uma hora.  (Foto:  Laura Toledo/TV Morena)

MATO GROSSO DO SUL
PARTICIPANTES:  300, segundo a PM; de 500, segundo organizadores.
COMO FOI: manifestantes percorreram as principais ruas da região central de Corumbá por cerca de uma hora. Mais justiça, menos corrupção e “fora Dilma” foram as principais bandeiras levantadas.


MINAS GERAIS

Belo Horizonte
PARTICIPANTES: 24 mil, segundo a PM. 50 mil, segundo organizadores
COMO ESTÁ: um grupo faz apitaço na Manifestantes fazem apitaço na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte. A Polícia Militar estima que quatro mil pessoas estejam no protesto. Às 9h40, uma das organizadoras do protesto falou em duas mil pessoas (Foto: G1)Praça da Liberdade, em
Belo Horizonte, e canta o Hino Nacional. Manifestantes simularam o “enterro do PT” com um caixão em luto. Cartaz com os números “171” faz referência ao crime de estelionato.

Alguns manifestantes usavam nariz de palhaço e pintaram os rostos de verde e amarelo. O ato é pacífico e nenhuma ocorrência havia sido registrada até as 12h.

O movimento Vem pra Rua, organizador do protesto, afirma que é contra qualquer tipo de golpe ou intervenção militar. Na convocação, o foco era o pedido de impeachment da presidente.

Zona da Mata
PARTICIPANTES: 2,5 mil, segundo a PM; 10 mil, segundo organizadores.
COMO ESTÁ: representantes dos Movimentos "Muda Brasil" e "Brasil Livre" se reuniram em
Juiz de Fora, em protesto contra a corrupção, a falta de transparência do governo e por mais segurança, saúde e educação. Os participantes usaram adesivos contra o Congresso, camisas contra a presidente Dilma Rousseff e narizes de palhaço.

Vale do Aço
COMO FOI: ato reuniu centenas de pessoas nas três
principais cidades do Vale do Aço: Coronel Fabriciano, Ipatinga e Timóteo. As manifestações começaram às 9h e foram pacíficas, segundo a PM. Não houve qualquer registro de confusão.


Belém PARÁ
PARTICIPANTES: 30 mil, segundo a PM; 60 mil, segundo organizadores.
COMO FOI: em
Belém, milhares de pessoas participam de caminhada da Em Belém, cerca de 2 mil pessoas, segundo PM, participam da manifestação contra a corrupção  (Foto: G1)Avenida Visconde de Souza Franco, centro de Belém, até o Theatro da Paz. De acordo com a PM, o protesto foi pacífico e nenhuma ocorrência de tumulto foi registrada. A passeata terminou por volta de 12h30.

De cima de carros de som, organizadores discutiam com os manifestantes os rumos do ato. Hino do Brasil, da bandeira e músicas cívicas foram tocadas.

“Quero tirar essa corrupção toda, porque eu quero um Brasil melhor para os meus filhos”, disse Carina Fiari, funcionária pública municipal. Outra manifestante, que não quis dar entrevista, carregava um cartaz que pedia a volta da ditadura.


PARANÁ

Noroeste
Em Paranavaí, no noroeste do estado, os manifestantes se reuniram na Praça dos Pioneiros às 9h e iniciaram uma caminhada. Eles pararam em frente à Prefeitura para cantar o hino nacional. A organização estima a participação de mil pessoas. A PM não confirma os números.


 

PERNAMBUCO
PARTICIPANTES: entre 8 mil e 10 mil, segundo a PM; 15 mil, segundo organizadores.
COMO ESTÁ: a concentração de manifestantes começou às 8h juntoConcentração de manifestação no Recife, neste domingo (Foto: Katherine Coutinho / G1) à padaria Boa Viagem, na orla da
zona sul recifense. Às 10h30, a caminhada começou.

Os primeiros manifestantes chegaram ao ponto final do ato, no Segundo Jardim, pouco antes do meio-dia. Cerca de meia hora depois o protesto foi encerrado. A Polícia Militar não registrou nenhuma ocorrência durante o ato.

Os integrantes do Vem para a Rua levaram faixas, narizes de palhaço, cartazes e um boneco gigante representando um juiz, em alusão ao julgamento de ações da Lava Jato. "Nosso protesto hoje é contra a corrupção, a favor da ética na política e pela apuração dos crimes da Lava Jato, com punição dos culpados, independente de partido", diz um dos integrantes do Vem Pra Rua no Recife. Ele não quis se identificar para a reportagem do G1.


RIO DE JANEIRO
PARTICIPANTES: 15 mil, segundo a PM. 25 mil, segundo organizadores
COMO ESTÁ: manifestantes começaram
a Manifestante exibe cartaz em Copacabana (Foto: Daniel Silveira/G1)se concentrar na orla de Copacabana à 9h. Com apitos, camisetas do Brasil e faixas de “Fora Dilma” e “Fora o Supremo”, o grupo se concentrou na Avenida Atlântica, perto do Posto 5. Um carro de som trazia uma faixa pedindo o Impeachment e tocou o Hino Nacional.

O público reunia manifestantes de diferentes idades e correntes ideológicas. Algumas pessoas exibiam cartazes e camisetas pedindo intervenção militar. Um deles foi o motoboy Alex Andrade. "Pelo o que a minha mãe me contou, era bem melhor. Não estou dizendo que vai ser o paraíso, o início vai ser difícil".

Não houve registro de confusão séria até por volta das 11h. Alguns pequenos desentendimentos aconteceram com pessoas que mostraram apoio ao governo e à Petrobras e foram vaiados.


RIO GRANDE DO SUL

Anti-Dilma
PARTICIPANTES: ainda não informado.
COMO ESTÁ: no Parcão, em Porto Alegre, onde está marcado um protesto contra o governo a partir das 15h, os manifestantes já começam a chegar com faixas e bandeiras do Brasil. Vestindo verde e amarelo, eles pedem o impeachment de Dilma.


RONDÔNIA
PARTICIPANTES: 150,
segundo a PM.Em Ji-Paraná (RO), manifestantes caminham pelas duas pistas da BR-364, em frente ao Ginásio Gerivaldão, levando faixas e cartazes com frases de protesto contra a corrupção. (Foto: Pâmela Fernandes / G1)

COMO ESTÁ: manifestantes de Ji-Paraná, município que fica a 370 km de Porto Velho, caminham pelas duas pistas da BR-364, em frente ao Ginásio Gerivaldão, levando faixas e cartazes com frases de protesto contra a corrupção. O protesto começou por volta de 9h30 (horário local).


SANTA CATARINA

OESTE
Manifestantes realizaram um ato em
cidades do interior de Santa Catarina. Participaram do protesto empresários e trabalhadores com faixas e cartazes. As manifestações foram organizadas pelas redes sociais e ocorreram em Chapecó, Palmitos, Lages, Canoinhas, Brusque, Campos Novos, Pomerode e Timbó.


SÃO PAULO

São Paulo
PARTICIPANTES: 250 mil segndo a PM. 600 mil, segundo organizadores
COMO ESTÁ: manifestantes se reúnem na Avenida Paulista, em frente ao Masp, no sentido Consolação. Há pessoas com Aglomeração começa a se formar sob o vão e em frente ao Masp, na Avenida Paulista, para protesto contra a corrupção (Foto: Reprodução/TV Globo)cartazes “Fora, Dilma” e as que cantam o Hino Nacional. A polícia acompanha o grupo. A manifestação está prevista para começar às 15h.

Emílio Carlos Lourenço, 58 anos, comprou uma camiseta preta com frases de protesto e se diz a favor do impeachment. "Não tem como ela [Dilma] não saber o que estava acontecendo. Eu participei do fora Collor. Todos tem que ser investigados e punidos", disse.

Interior de São Paulo
Pela manhã, começaram atos em diversas cidades do interior paulista, entre elas,
Mogi das Cruzes, São José do Rio Preto, Araçatuba, Judiaí, Itu, Bauru e Marília.


SERGIPE
PARTICIPANTES: 5 mil, segundo organizadores; 900, segundo a PM.
COMO ESTÁ: manifestantes se reuniram em frente aos Arcos da Orla da Atalaia, ponto turístico que simboliza
Aracaju. A concentração estava prevista para as 9h30 deste domingo (14), mas atrasou por causa de uma forte chuva. Por volta das 11h40 o grupo saiu em passeata sentido a Passarela do Caranguejo. A manifestação terminou por volta das 12h30.

“Todos nós brasileiros pedimos o fim da corrupção no país, tão nítida nesse escândalo da Petrobras. Também somos contra os abusos financeiros na conta de energia e gasolina. Somo solução desse problema queremos o impeachment da presidente Dilma Rousseff, uma intervenção militar e a realização de novas eleições em todo o Brasil”, afirmou Carlos Henrique, um dos organizadores.


TOCANTINS
PARTICIPANTES: 500, segundo PM e 1200 segundo organizadores.
COMO FOI: em Araguaína, no norte do Protestos contra o governo marca a manhã em Araguaína (Foto: Lucas Ferreira/TV Anhanguera)Tocantins, ocorreu um organizado pela ONG SOS Liberdade, que percorreu uma das principais ruas da cidade. Segundo informações da PM, a manifestação foi pacífica.

A concentração aconteceu na Praça do Galo, no setor Entroncamento. Por volta das 10h30 os manifestantes iniciaram uma caminhada de 2 km pela Avenida Cônego João Lima. Eles usaram camisetas com as cores da bandeira nacional e levaram cartazes com os dizeres "Fora Dilma" e "Impeachment Já".

0 comentários :

Postar um comentário