.

.

Curta o rei no Facebook

.

sábado, 18 de abril de 2015

Os excedentes do concurso da PM solicitam que mais candidatos sejam convocados para Imperatriz

Imperatriz – Os candidatos excedentes do concurso público realizado em 2012, prorrogado pelo Governo do Maranhão [até março de 2016] para os cargos de soldados de Polícia Militar e de Bombeiros participaram neste sábado (18/04) de reunião nas dependências da Câmara Municipal de Imperatriz.

Eles pretendem sensibilizar o governador Flávio Dino, o secretário de Estado de Segurança Pública, Jefferson Portela, e o comandante-geral da Polícia Militar do Maranhão (PMMA), cel. Marco Antônio Alves, a convocar os excedentes para o teste de aptidão física (TAF) para serem lotados no 3º BPM e 14º BPM, sediados em Imperatriz.

Aluísio Henrique Lima Silva, de 29 anos, observa que somente 27 candidatos foram convocados na primeira etapa para Imperatriz, e os municípios da região Tocantina, quantidade considerada insuficiente para a grande demanda da cidade que proporcionalmente deu a maior a governador Flávio Dino.

“É preciso olhar com mais carinho para Imperatriz, pois aqui o governador obteve 85% dos votos válidos, sendo necessário reforçar o contingente de policiais militares para melhorar a segurança pública do sudoeste do Maranhão”, disse ele, que solicitou ao vereador Rildo Amaral (SD) espaço para utilização da “Tribuna Popular” no plenário da Câmara de Imperatriz.

Segundo ele, mobilizações foram realizadas na Praça de Fátima, porém prometem nesta próxima semana novos protestos para chamar a atenção do Governo do Estado para que os candidatos sejam convocados para os quadros da Polícia Militar e dos Bombeiros. Em São Luís, mais de 420 excedentes foram convocados.

“Temos dois batalhões da Polícia Militar que, a muito tempo, necessitam de mais homens para melhorar a segurança pública da segunda maior cidade do Maranhão”, justifica o candidato Aluísio Henrique, que demonstra confiança na decisão do governador Flávio Dino em ampliar a oferta de vagas para Imperatriz.

A candidata Helen Patrícia Santos de Oliveira, de 25 anos, também aguarda com expectativa em ser convocada para o quadro de vagas da Polícia Militar, na cota prevista dos 10% para mulheres, de acordo com o edital do concurso público de 2012. “Existem vagas ociosas nessa proporcionalidade que devem ser distribuídas para todo Maranhão, porém querem centralizá-la somente na capital”, questionou.

Ela assinala que “é uma necessidade ter policiais femininas nas unidades dos batalhões do interior do estado, devendo ser redistribuídas essas vagas para os municípios das regiões sul e sudoeste do Maranhão”. “Imperatriz precisa de mais policiais, de mais segurança!”, finaliza.

www.blogdakellyitz.com.br

0 comentários :

Postar um comentário