.

.

Curta o rei no Facebook

.

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Moradores de Pequiá de Baixo elegem prioridades para o novo bairro

unnamed

Reunidos em assembleia geral, na tarde deste sábado (20), os moradores de Piquiá de Baixo decidiram por meio de votação, quais são os equipamentos públicos prioritários a serem construídos no novo bairro, para onde a comunidade será reassentada. Foi decidido como prioridades para serem construídos nos próximos três anos (2016-2017-2018), a escola, a creche e o mercado.

Após essa decisão, a Associação Comunitária dos Moradores de Piquiá de Baixo (ACMP) vai encaminhar ao Governo do Maranhão, um documento com a decisão da comunidade para que a construção dos equipamentos (Escola, Creche e Mercado) seja contemplada no Plano Plurianual (PPA) e no orçamento do Governo do Estado.

Francisca Sousa, moradora de Piquiá, comemorou o resultado da assembleia e  disse está feliz com as conquistas dos últimos dias. “Sábado (13), nós recebemos oficialmente o terreno, e nessa assembleia de hoje escolhemos o que vamos solicitar ao governo. É uma alegria tão grande que a gente não tem palavras para expressar”. Ela explicou ainda, que essas conquistas são frutos das mobilizações da comunidade. “Essa nossa luta já dura mais de sete anos, e agora as coisas estão se encaixando direitinho”, afirma.

Antonio Soffientini, que acompanha o processo de reassentamento junto à Associação de Moradores, destaca a importância das decisões coletivas em que a comunidade é a protagonista. “É um momento de conscientização, porque os rumos desse processo são determinados pela própria comunidade. Cada vez que eles se reúnem é um passo adiante para o reassentamento e no entendimento de que é um processo que deve ser construído”, reforça.

Soffientini ressalta também, o papel dos governos estadual e municipal, nessa que para ele é uma fase nova, em que há uma grande abertura e disponibilidade nas duas esferas de governo para concretizar o reassentamento. “O governo tem que fazer a parte dele dentro desse processo. Nesse momento temos um espaço de diálogos e construção muito interessante entre a Associação Comunitária, que é sociedade civil e governo, que é poder público. Isso fortalece a comunidade, e do outro lado, a comunidade fortalecida ajuda o Governo do Estado e do Município a desenvolverem o próprio papel com mais segurança”, explica.

No último dia 20, o prefeito de Açailândia/MA, Juscelino Oliveira, assinou a documentação definitiva fazendo da Associação Comunitária de Moradores de Piquiá de Baixo (ACMP), proprietária da área denominada Sítio São João, onde será construído o novo bairro. Também nesse mês de junho, a comunidade recebeu a visita da Secretária de Estado de Planejamento e Orçamento, que deu garantias aos moradores quanto à construção dos prédios públicos escolhidos.

Da Assessoria

0 comentários :

Postar um comentário