.

.

Curta o rei no Facebook

.

domingo, 18 de outubro de 2015

Fiscais do Supermercado Mateus praticam crime de discriminação Racial


Neste domingo 18, aconteceu um lamentável episodio de discriminação racial, no supermercado Mateus em Açailândia, quando um homem negro trajando shorts e sandálias, foi abordado ao sair com suas compras e teve conferido a nota de pagamento, não satisfeito o fiscal foi ate o veiculo onde o cliente embarcara e que estava estacionado na porta do Mateus e obrigou o mesmo a retirar item a item de dentro das sacolas e conferir com o cupom fiscal.


Foto Retirada por Ordem Judicial dia 5-03-2016


Ultrajado o cliente voltou para a porta do Mateus, e solicitou explicações de o porquê apenas ele um Nedro, havia sido submetido ao constrangimento ilegal, logo vários outros clientes que testemunharam o episodio começaram a si solidarizar com a vitima, e pasmem o que foi suficiente para que o fiscal do Mateus, flagrado na foto, passasse com dedo em riste a agredir verbalmente a ameaçar outros clientes que se solidarizaram o a vitima.
Com a palavra o Mateus

12 comentários :

  1. Sininginho, aproveite everifique a situação que lhe encaminhei (via (Sema) sobre o carro de som "tok bolsa' que quase todo dia, duas vezes, estaciona na calçada do Mateus e manda estrondo...

    ResponderExcluir
  2. O Mateus de Açailândia deveria fazer uns cursos de reciclagem em seus funcionarios. Pois todos trabalham no limite e com isso acabam maltradando e desrespeitando o cliente.Eles tratam os clientes como se estivessem fazendo um favor e não uma obrigação de um fornecedor que está vendendo produtos para consumidores.O Procon de Açailândia deveria fazer uma pesquisa no Mateus e ensinar o que siginifca direito do consumidor. Pois ali o respeito com o consumidor ainda não aocnteceu.

    Carlos do Piquiá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A super carga de trabalho não justifica esse ato de racismo, preconceito. Se fosse um ladrão branco e bem vestido, teria passado despercebido.

      Excluir
  3. Avaliar bem a história sempre é bom antes de publicar qualquer informação.
    Atitude pode ter sido errada ou certa?
    Só revendo bem os fatos.
    Se ele tivesse revistado um branco....? Como seria a repercussão. ...
    E se ele tivesse achado algum furto .....seria visto como....?
    Pode ser que ele esteja errado. .. ou certo
    Acredito que tem muitas outras coisas pra se colocar em evidência e muito mais importantes. .vá nos bairros com situações precária de moradia onde há fome falta de água e saúde e divulgue. ...terá um efeito melhor.....apenas uma dica

    ResponderExcluir
  4. Entretanto seria melhor e louvável a sua alta confiança em si próprio designar um repúdio e ser pouco mais real e aprender a digitar o termo no singular ao invés do plural, porque não escreu ( o fiscal) ao inves de ( os fiscais) seria justo eu dizer que os novos secretários de trrabalho não sabem de nada sobre o setor que lhes foi designado.. Eai eubfui justo dizendo isso? Então meu caro corrija seu texo enfático e obtuso sobre "os fiscais" seja um pouco mais prudente com suas palavras escreva a singela e notória verdade e não falsas e exagerada conduta contextual de uma notícia aumentada...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Eles vão abrir uma loja aqui na região de Presidente Dutra, se eles orientarem os fiscais q aqui vão trabalharem a terem as mesmas atitudes relatados em outras lojas do grupo, eles irão contratar novos fiscais a cada incidentes deste, por que todos aqui respeitam pode ser preto, branco , feio , bonito , hétero, ''fiado. Por que a turma aqui não pedoar.

    ResponderExcluir
  6. o insultor tb é negro, nao vejo motivos para tamanha viadagem

    ResponderExcluir
  7. Uma palavra pra essa atitude: " BABÃOOOOOOOOOOOOO!

    ResponderExcluir
  8. Boa tarde Siniger, gostaria de denunciar e até pediria que você pudesse verificar pessoalmente para ter a certeza do que estou informando. Na Rua Rio de Janeiro, Centro da cidade aqui de Açailândia aonde meu tio mora, no quarteirão entre a Rua São Paulo e Rua São Luiz existem umas cinco oficinas mecanicas aonde os proprietários alugam apenas um imóvel minúsculo para guardarem apenas as suas ferramentas de trabalho pois os automóveis mesmos são feito as manutenções no meio da rua ou nas portas dos vizinhos. Neste caso o que os moradores poderiam fazer?

    ResponderExcluir
  9. É fato que ao entramos neste supermercado somos seguidos como se fossemos ladroes a desconfiança é grande e agora tem um gerente que nem falar com nos clientes fala passa por qualquer um como se tivesse um rei na barriga gente muita coisa mudou neste supermercado de uns dias para cá o dono deveria vim ver como esta o seu estabelecimento comercial gente mau humorada conversando o que esta acontecendo com o mateus porque desta mudança vamos olhar mais para o atendimento que nos açailandense merecemos passei a frequentar o Santa maria e para todos ter uma ideia ate levar as nossas compras para o carro eles levam e ainda fazem entrega vamos devulgar isso para ver se o mateus muda mais nao essa mudança que fizeram que foi para pior e sim uma mudança que melhore.

    ResponderExcluir
  10. Essa pessoa tem que ser enquadrada no artigo 5 da Constituição e deixar ele refletir detrás das grades por um bom tempo já que a prática dessa ação que é o racismo é crime inafiançável.

    ResponderExcluir
  11. Ja ouviram falar em SISTEMA EAS, o sistema RF EAS funciona assim: uma etiqueta - basicamente uma miniatura, circuito eletrônico e antena descartável - anexada a um produto, responde a uma frequência específica emitida por uma antena transmissora (normalmente um pedestal do portão de entrada/saída). A resposta da etiqueta é apanhada pelo receptor da antena adjacente (o outro pedestal). Esta, processa o sinal de resposta da etiqueta e dispara um alarme, ou seja se a pessoal estiver furtando algo , ao passa pelos pedestal um alarme será acionado e o segurança poderá revista a pessoa certa....

    ResponderExcluir