.

.

Curta o rei no Facebook

.

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

TJ e secretaria de Educação realiza palestras sobre a Lei Maria da Penha.

Cerca de 150 estudantes do ensino fundamental e médio presenciaram a palestra com a Delegada da Mulher, Sylvianne Tenório.

palestra2

Segundo o juiz da 1 vara, Pedro Guimarães, a ideia do projeto foi repassada pela coordenadora da coordenadoria estadual da mulher em situação de violência domestica, a desembargadora Ângela Salazar, que apresentou o projeto e pediu que fosse levado a sociedade.

“O resultado tem sido satisfatório na medida em que os alunos tem participado, tem tirado suas dúvidas e principalmente mostrado a importância do poder Judiciário, a OAB, das instituições responsáveis por essa situação e como isso não tem acontecido frequentemente nas escolas, eles tem se sentido acolhidos de uma certa forma”, disse o juiz.

Pedro Guimarães

Juiz da 1 vara

As palestras foram iniciadas há pouco mais de dois meses.

Várias escolas já foram alvo do projeto.

Ate o final do ano 12 instituições vão receber as equipes do Judiciário.

Segundo a secretária de educação, Maisa Vieira, as escolas não poderiam ficar de fora de receber essas campanhas.

“A secretaria de educação aderiu a esses dois projetos importantes que é o projeto antidrogas e a divulgação da Lei Maria da Penha, em parceria com o Poder Judiciário e a delegada da mulher, e é muito importante porque nos estamos fazendo um trabalho de conscientização dentro das escolas desses temas que interessa a cidade como um todo”, falou a secretária.

Maisa Vieira

Secretária de educação

A campanha tem como tema: Aprendendo com Maria da Penha no Cotidiano.

Só no ano passado foram registradas 407 ocorrências e ate agora já foram 317 na delegacia da mulher de Açailândia, é o que afirmou a delegada.

“Nós estamos trazendo para a população o entendimento sobre a lei e sempre pedindo para a população contribuir com a gente e denunciar os casos pra nos tentarmos cada vez mais reprimir esses crimes”, disse Sylvianne Tenório.

A campanha tem como objetivo difundir ações de prevenção e combate à violência doméstica e familiar e oferecer suporte às vítimas por meio da oferta de qualificação profissional e inserção no mercado de trabalho, e da reconstrução de vínculos afetivos e familiares.

“Uma palestra como essa de medida à proteção da mulher é muito importante para esse público, alguns alunos tem como novidade esse assunto porque eles não tem acesso a todas essas informações e isso vem somar muito ate mesmo no currículo escolar deles” ressaltou o gestor da escola, Deuzimar Feitosa.

Deuzimar Feitosa

Gestor escolar

Atentamente os alunos acompanharam os dados, e também tiraram dúvidas.

“Eu achei muito interessante porque eu não sabia que eles levavam tão a serio e é muito bom saber porque fiquei por dentro de muita coisa que eu não sabia, e eu fiquei assustada com muitos casos que deixa a gente impressionada”, Luciana Castro, aluna.

Luciana Castro

Aluna

0 comentários :

Postar um comentário