.

.

Curta o rei no Facebook

.

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Empresa Vale e prefeitura vistoriam obra de ampliação do Hospital Municipal


Na manhã de terça-feira,30, representantes e administrativos da Empresa Vale e da prefeitura de Açailândia, estiveram no Hospital Municipal de Açailândia com o objetivo de fiscalizar o andamento da obra de reforma e ampliação daquela casa de saúde, compromisso firmado entre a Vale e prefeitura por meio de convênio desde 2014 e só agora as atividades estão sendo retomadas.

Participaram da visita Andréia Andrade, (Gerente de Relacionamento); Natália Rocha, (Assessora de Imprensa/Vale); Pedro Neto, (Gerente de Operações da Ferrovia Carajás); Lívia Zandonadi, (Gerente de Saúde da Fundação Vale); Rogério Rosa Lopes, (Engenheiro da Prefeitura); Mirthes Campos, (Técnica em Edificações) e ainda a Secretária de Saúde do Município Kerly Cardoso e o Secretário de Meio Ambiente e também Assessor de Comunicação interinamente Sininger Vidal, além da imprensa de Açailândia.

Além de querer ver de perto o andamento da construção, os representantes da Vale compareceram ao local para comprovar que a parceria firmada entre prefeitura e a Vale está ocorrendo de forma responsável e com bastante transparência, inclusive com o convênio garantido, recurso repassado, obra em andamento e funcionários da empresa responsável pela obra com o pagamento atualizado.

A visita objetivou também para esclarecer uma “notícia” veiculada equivocadamente por “certos” meios de comunicação quando afirmaram de forma maldosa que a obra estava paralisada e os operários com três meses de salários atrasados, o que não era verdade.
Sobre este assunto, a Empresa Vale que é uma instituição séria e sempre honra com os compromissos que assume se pronunciou sobre o assunto enviando NOTA DE ESCLARECIMENTO para estes noticiosos responsáveis em divulgar tal notícia de forma errônea e fora de ética.

De acordo com a Secretária de Saúde Kerly Cardoso, o que estava parado por três dias, era a construção do prédio da “Rede Cegonha aguardando a vistoria do Ministério da Saúde para aprovação da medição da construção que faz parte da burocracia que exige o sistema do Ministério da Saúde. Vale lembrar que o prédio da Rede Cegonha está sendo erguido anexo ao Hospital Municipal e que é outra obra financiada pelo Ministério da Saúde. 

A obra da Rede Cegonha é totalmente independente ao convênio firmado com a Vale. “O trabalho está bastante avançado. Já estamos com 40% do trabalho concluído. Esclareço também, que além da equipe da Vale, na semana passada uma equipe do Ministério da saúde esteve também fiscalizando a reforma e ampliação do HMA, e se impressionou com a celeridade da construção. Queremos tranquilizar a população e dizer que até o mês de novembro próximo, pretendemos entregar mais este benefício na área da saúde à população de Açailândia. Depois da inauguração da UPA, já pudemos constatar que o HMA já se encontra desafogado e com o atendimento mais tranquilo”, adiantou a secretária.

Sininger Vidal, que responde atualmente pela assessoria de comunicação da prefeitura, destacou que as obras estão bastante aceleradas, esclareceu ainda à população que toda obra pública é demorada por questões da burocracia e dos processos de licitatório. “Toda obra financiada por meio de convênios é concluída por etapa e cada etapa é feita uma medição juntamente com a prestação de conta. 

Neste caso, estamos fazendo a prestação de conta com a Vale, uma vez que a empresa faz o depósito do convênio antecipado. Por outro lado, quero dizer que Açailândia está vivendo um marco na história da saúde pública, com as inaugurações da Unidade de Pronto Atendimento – UPA e da Clínica de Nefrologia. A Clínica de Nefrologia inaugurada também no sábado, vai atender os pacientes com problemas renais, lembrando que o investimento é de particulares, mas no entanto, todo o tratamento dos pacientes será pago pela prefeitura de Açailândia.


Antes, as pessoas que sofriam de problemas renais e precisavam do tratamento, tinham que deslocarem para Imperatriz. Agora, eles poderão fazer o tratamento praticamente dentro de casa. A instituição de saúde vai beneficiar também pessoas de outros municípios vizinhos”, finalizou Vidal

0 comentários :

Postar um comentário