.

.

Curta o rei no Facebook

.

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Benjamin Oliveira monta farsa contra Juscelino

Benjamin Oliveira se não permitiu, foi conivente com a montagem grosseira utilizando segundos do tempo de seu horário eleitoral onde mostra um suposto apoio da ex-prefeita Gleide Santos ao prefeito Juscelino Oliveira. Algo ridículo e fantasioso.

Em uma campanha totalmente antiética, imoral e nefasta, o médico Benjamin Oliveira tem beirado ao ridículo e exposto o desespero ao qual chegou sua campanha rumo a Prefeitura Municipal de Açailândia. Após a divulgação da primeira pesquisa oficial sobre o cenário político eleitoral apontar o atual prefeito Juscelino Oliveira à frente com 42,3%, os ataques rasteiros tomaram o espaço das propostas.

O desespero chegou ao auge com a divulgação de informações por meio de WhatsApp e Facebook de que toda a população de Açailândia ficaria sem bolsa família, por irresponsabilidade da Prefeitura. Pura mentira. Com a inauguração da UPA pela gestão de Juscelino Oliveira, beneficio que deveria ser entregue pelo braço direito da campanha de Benjamin Oliveira e liderança máxima do seu partido, ex-prefeito Ildemar Gonçalves, mas não o fez, iniciou-se as escandalosas mentiras, com divulgação por parte de partidários de que a UPA não funciona, e implantando a tática do terrorismo na população chegando a divulgar mortes na Unidade de Saúde.

O silêncio sepulcral da ex-prefeita Gleide Santos que não se moveu até o momento para emitir nota desmentindo demonstra que a farsa foi totalmente fabricada para roubar a consciência do povo. Ora, Gleide Santos nunca digeriu o fato de Juscelino Oliveira ter assumido o cargo após sua cassação por corrupção, logo o suposto apoio não passa de algo fantasioso, que curiosamente é divulgado com estardalhaço pelos aliados da ex-prefeita e do médico, cumprindo perfeitamente com o papel de bobos da corte.

Tamanha a farsa para roubar a consciência da população e enganar os eleitores, que o médico Benjamin Oliveira negou em plena entrevista que tenha o apoio de Gleide Santos, é que o candidato mesmo contando com todo o tempo de TV do PMDB que de tão inexpressivo em Açailândia, se resume somente a figura de Gleide Santos, foge do apoio da ex-prefeita como o diabo foge da cruz, chegando a afirmar que ela não faz parte do seu palanque e muito menos de sua coligação.

Ocorre que pensando que o povo é besta e não tem acesso a informações como nos antigos tempos dos coronéis, a coordenação de campanha do médico esquece que o site da Justiça Eleitoral é bem claro e declara que o partido de Gleide Santos estar sim ao seu lado. Ora, não é de hoje os laços do médico com a ex-prefeita, que chegou inclusive a lhe convidar para compor a saúde do município. Ele que, como sempre, voltou atrás e não topou.

Todo o grupo esfacelado de Gleide Santos se encontra ao lado de Benjamin Oliveira, prova disso é que o comitê do PMDB, localizado nas proximidades da Igreja Esperança todos os dias lotam com carros da campanha de Benjamin Oliveira. De resto fica a pergunta: um candidato que nega seus próprios aliados que o auxiliam no seu projeto de poder em plena campanha para enganar os eleitores da cidade, é digno para governar uma cidade do porte de Açailândia?

0 comentários :

Postar um comentário