.

.

.

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Assinada a Ordem de Serviço para a construção de um "CIE" na cidade de Açailândia.




A solenidade que marcou o anuncio da autorização para iniciação da obra aconteceu na tarde de ontem (28), no gabinete do prefeito Juscelino Oliveira e contou com a presença do deputado federal Hildon Rocha, do Secretário Nacional do Ministérios dos Esportes Leandro Cruz e secretários municipais; além, claro, do prefeito de Açailândia que mesmo em recuperação de uma cirurgia delicada continua despachando normalmente na prefeitura.

O CIE -Centro de Iniciação ao Esporte de Açailândia se encontrava emperrado no Ministérios dos Esportes desde 2013, mas graças ao empenho do prefeito Juscelino Oliveira e da câmara de vereadores que interviram junto ao Ministério dos Esportes, através do deputado federal Hildon Rocha, esse sonho agora se concretizará em Açailândia.

“Fiz várias viagens à Brasília, como também nosso Secretário de Desporto e Juventude Glen Soares – foi no deputado Hildon Rocha que encontramos o caminho para chegarmos até o Ministério dos Esportes. Também tomei conhecimento da intervenção dos vereadores que também foram à Brasília. Então foi com essa união de esforços que conseguimos esse grande empreendimento esportivo para a cidade de Açailândia”, disse Juscelino.

O deputado federal Hildon Rocha fez questão de acompanhar o Secretário Nacional Leandro Cruz até a cidade de Açailândia para anunciar ao prefeito Juscelino a liberação orçamentária para a construção do CIE de Açailândia.“Quando fui procurado pelo prefeito Juscelino estava tudo emperrado, mas conseguimos de forma bem ágil a liberação desses recursos federais, pois entendemos que este tipo de projeto é uma ferramenta importantíssima na formação dos nossos jovens – ação como essa vai retirar muitas crianças do caminho das drogas e da prostituição”, destacou Hildon.


Os Centros de Iniciação ao Esporte (CIEs) surgem como uma das ferramentas essenciais no processo de massificação da prática esportiva no país. São ginásios erguidos com recursos do governo federal para que crianças e jovens possam iniciar a prática de várias modalidades olímpicas e paraolímpicas. O projeto prevê a construção de CIEs em todo o país, frutos de um investimento de mais de R$ 900 milhões do Orçamento Geral da União.

Os municípios que fizerem parte do programa podem escolher entre três modelos de CIEs (1.600m2, 2.750m2 ou 3.700m2), a depender do tamanho do terreno disponibilizado para abrigar as instalações. Os projetos de arquitetura e engenharia dos CIEs são fornecidos pelo Ministério do Esporte.

No total, os CIEs contemplarão os seguintes esportes olímpicos, distribuídos de acordo com o tamanho do centro: atletismo, badminton, basquete, boxe, esgrima, futsal, ginástica artística, ginástica de trampolim, ginástica rítmica, handebol, judô, levantamento de peso, lutas, taekwondo, tênis de mesa e vôlei. As modalidades paraolímpicas oferecidas são esgrima em cadeira de rodas, judô, halterofilismo, tênis de mesa, vôlei sentado e goalball.

O objetivo dos Centros de Iniciação ao Esporte é ampliar a oferta de infraestrutura de equipamento público esportivo qualificado, incentivando a iniciação esportiva em territórios de vulnerabilidade social das grandes cidades brasileiras.

0 comentários :

Postar um comentário