.

.

.

terça-feira, 27 de março de 2018

Prefeitura realiza o “Mutirão da Limpeza” no Pequia



No Distrito Industrial do Pequia está concentrada a principal fonte de economia do município de Açailândia que é a exportação de ferro gusa gerada por cinco indústrias siderúrgicas instaladas na localidade. Uma Aciaria está em fase de funcionamento em caráter experimental. O Distrito Industrial do Pequia se constituiu no maior polo guseiro do Norte e Nordeste do País. Possui ainda uma distribuidora da BR Petrobras e o 2º Maior entreposto da Vale no Maranhão.

Por conta da concentração de empresas siderúrgicas, além de inúmeras outras que exercem diversas atividades na locação e venda de máquinas pesadas, bem como outros tipos de estabelecimentos, a localidade não dispõe ainda de um local adequado para o descarte do lixo oriundo destas empresas, principalmente das residências existentes em todo o Pequia, o que deve gerar milhares de toneladas de lixo diariamente.

No Pequia existe apenas um local improvisado como paliativo, (Terreno afastado das moradias) que serve para a destinação do lixo coletado das casas pela prefeitura e que também, em alguns casos são descartados pelas empresas.
A prefeitura entende que pelo fato do terreno não ser preparado para ser aterro sanitário considerado apenas um “Lixão”, é necessário que periodicamente seja feita uma limpeza por parte da prefeitura e é o que sempre está sendo realizado, como está acontecendo agora.

Nesta semana, a prefeitura de Açailândia, através da Secretaria de Infraestrutura, deu início a uma “Força-Tarefa”, realizando um grande mutirão de limpeza, colocando homens em todas as ruas para fazer o trabalho de capina, coleta de lixo e de entulhos de construções, além de outros serviços com máquinas fazendo a raspagem na área do “Lixão do Pequia”. No local, homens operam e trabalham com 02- máquinas carregadeiras, 02 - bob-kat’s e 06 –caçambas.

Neste período de chuva, o mato estava tomando conta das ruas, cobrindo a BR-222 no trecho urbano do Pequia, o que estava atrapalhando a visão dos motoristas, com tendência a ocasionar acidentes na pista, porque não tinham visão das placas de sinalização e muito menos dos carros em trânsito porque o mato estava por toda a parte cobrindo ruas e pista.

Com a realização do trabalho, a prefeitura pretende minimizar os problemas daquela comunidade, deixando as vias públicas mais limpa e desta forma, impedir também focos de doenças causados pelo mosquito Aedes Aegypti, o transmissor da dengue que aproveita a ocasião das chuvas e do lixo acumulado para se proliferar.
ASCOM –PMA- Por: Antonio Maria 

0 comentários :

Postar um comentário