.

.

.

quarta-feira, 20 de março de 2019

PREFEITURA SE REÚNE COM ASSOCIAÇÕES DE MORADORES PARA SOLUCIONAR ALAGAMENTO VINDO DO LOTEAMENTO DE TRANSPOSIÇÃO

A empresa executora do projeto de transposição do Piquiá de Baixo se comprometeu a fazer uma intervenção emergencial.
A Prefeitura de Açailândia, através da Secretaria de Meio Ambiente, esteve reunida na semana passada com as lideranças das associações do Parque Novo Horizonte e Piquiá da Conquista, que está sendo construído para transportar as famílias do antigo Piquiá de Baixo.
O motivo da reunião, segundo os moradores, é que famílias do Parque Novo Horizonte estão se sentido prejudicadas com a obra do empreendimento de moradias agora no inverno. Eles alegam que as chuvas intensas, que estão caindo na localidade, estão levando do loteamento uma enxurrada de lama para dentro das casas do Parque Novo Horizonte, além de formar grande lamaçal nas ruas do bairro, deixando-as intrafegáveis.
O Secretário de Meio Ambiente Sininger Vidal foi convidado para a reunião a fim de apresentar uma solução e resolver o problema da drenagem da água, disse que a responsabilidade dos danos cabe à empresa empreendedora, mas que irá encontrar uma saída emergencial para evitar maiores danos aos moradores.
“Nesta reunião de conciliação pudemos ver o problema de perto, onde foi acordado junto com os responsáveis pela obra, a criação de um plano emergencial para resolver o problema da drenagem fluvial. Infelizmente a Caixa Econômica autorizou a execução da obra em período de chuva e deve ser cumprido à risca. A intenção da prefeitura é procurar resolver o problema das duas partes”, ressaltou Sininger.
Ainda segundo o secretário, a empresa executora do projeto de transposição do Piquiá de Baixo se comprometeu a fazer uma intervenção emergencial para evitar que continue causando transtornos aos moradores, sendo que prefeitura e empresa farão um projeto para resolver definitivamente o problema de drenagem fluvial nos dois bairros.

0 comentários :

Postar um comentário